Notícias da Cooperabaeté

Fique por dentro!

Você está aqui:

fevereiro02

Mercado do Milho

No mercado interno, o dia foi de volatilidade, em Não-me-toque (RS), a saca do cereal registrou ligeira alta de 1,54%, cotada a R$ 33,00. Em São Gabriel do Oeste (MS), o preço também ficou em R$ 33,00, mas a queda foi de 4,35%. Em Tangará da Serra (MT), o recuo na cotação foi de 1,79%, com a saca negociada a R$ 27,50. Na região de Campo Novo do Parecis (MT), o valor também registrou baixa, de 1,82%, com a saca do cereal a R$ 27,00.

 

No Porto de Rio Grande, a saca finalizou o dia a R$ 42,00 e sem variação. Já em Paranaguá, não houve referência para esse início de semana. Nas demais praças pesquisadas pela equipe do Notícias Agrícolas o dia foi de estabilidade para as cotações.

 

No mercado interno, o movimento de forte alta nos preços perdeu forças na última semana de janeiro, porém, os valores continuam sustentados na maior parte das regiões acompanhadas pelo Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada).

 

“Vendedores se retraíram esperando novas altas, enquanto compradores seguiram relutantes em fechar novos negócios. Com isso, os preços no mercado físico se sustentaram, mesmo com a colheita avançando no Sul e Sudeste, pois o volume disponibilizado ainda é pequeno. Já os contratos futuros com vencimentos mais recentes sinalizam leve queda”, divulgou o centro em nota.

 

Ainda hoje, a Secex (Secretaria de Comércio Exterior) reportou que as exportações de milho somaram 4.458,5 milhões de toneladas nos 20 primeiros dias de janeiro. A média diária ficou em 222,9 mil toneladas do cereal. Em comparação com o mês anterior, a média representa uma queda de 21,8%, já que em dezembro/15 o número ficou em 284,9 mil toneladas do grão.

 

Já em relação ao mesmo período do ano passado, o volume representa uma alta de 46,5%. Em janeiro de 2015, a média diária exportada ficou em 152,2 mil toneladas. Os embarques renderam ao Brasil uma receita de US$ 735 mil, com média diária de US$ 36,8 mil.

 

Por: Fernanda Custódio
Fonte: Notícias Agrícolas
  • Posted by Cooperabaeté
  • 1 Tags
  • 0 Comments
COMMENTS