Notícias da Cooperabaeté

Fique por dentro!

Você está aqui:

outubro11

MG: Valor da produção de leite aumenta 7,8% em 2012

O valor da produção de leite no estado aumentou 7,8% em 2012, graças ao acréscimo no preço médio pago ao produtor, que subiu de R$ 0,79 o litro em 2011 para R$ 0,84 em 2012, mostrou ontem a Pesquisa Pecuária Municipal (PPM), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Entre todos os produtos de origem animal pesquisados, o leite foi o que apresentou o maior valor de produção em 2012. Com um volume de 32,3 bilhões de litros, 0,6% maior do que em 2011, o retorno dos produtores foi de R$ 26,8 bilhões. De acordo com o IBGE, porém, de todo o leite produzido no país, apenas 69,1% foram parar em estabelecimentos industriais sob inspeção sanitária. 
 

Segundo o levantamento, Minas é o maior produtor nacional de leite com uma produção de 8,9 bilhões de litros no ano passado, 1,71% a mais que em 2011. O estado aumentou sua participação na produção nacional (27,6%), o que quer dizer que produz um quarto do leite do Brasil. No ranking dos 20 maiores municípios produtores no Brasil, onze estão em Minas: Patos de Minas (2º), Ibiá (7º), Unaí (8º), Patrocínio (9º), Coromandel (10º), Passos (14º), Prata (15º), Uberlândia (16º), Paracatu (17º), Curvelo (18º) e Pompéu (19º). 

 

De acordo com Humberto Silva Augusto, supervisor das pesquisas agropecuárias do IBGE em Minas Gerais, entre eles, quatro são do Alto Paranaíba. “A pecuária leiteira em Minas Gerais é muito diversificada. No Alto Paranaíba, no Triângulo e no Sul do estado, a produtividade é muito boa. No Norte e Jequitinhonha, mais próximos da Bahia, ela é baixa”, justifica.

 

A produtividade média no estado aumentou 1% passando de 1.555 litros por vaca ao ano para 1.570 em 2012. No Brasil, o aumento da produtividade foi em torno de 2,5%, puxado pelos estados das regiões Sul e Sudeste, além do Distrito Federal. Apesar disso, a média estadual continua maior que a nacional (1.417 litros/vaca/ano). 

 

De acordo com o IBGE, Minas mantém o segundo rebanho bovino do Brasil, com 23.965.914 cabeças, número 0,24% superior ao de 2011. O Mato Grosso manteve-se na liderança com 28.740.802 cabeças. Minas Gerais ocupa a 4º colocação no que se refere ao tamanho do rebanho suíno, puxado pela produção em Uberlândia, a maior do Brasil. O estado continua em 3º lugar na lista dos maiores produtores de galinhas e a 4ª posição no efetivo de codornas.

 

As informações são do Estado de Minas.  

 

 
  • Posted by Cooperabaeté
  • 1 Tags
  • 0 Comments
COMMENTS